Você ainda pode ser MEI?

Você ainda pode ser MEI?

Você ainda pode ser MEI?

Para saber se você ainda se enquadra nessa categoria, vamos relembrar o que está envolvido em ser MEI:

  • Faturamento anula de no máximo R$ 81.000,00 (81 mil);
  • Não ser sócio, titular ou administrar outra empresa;
  • Somente 01 funcionário permitido;
  • Atividades econômicas permitidas, são as previstas no anexo XI da Resolução CGSN nº 140, de 22 de maio de 2018.

A tributação do MEI é diferente do restante. O recolhimento é único, através da DAS, assim, mensalmente o contribuinte quita os valores:

  • ISS – R$ 5,00 caso a empresa preste serviços;
  • ICM – R$ 1,00 para casos de comércio e indústria;
  • INSS – 5% do salário-mínimo.

Levando isso em conta, se sua empresa cresceu, e agora fatura mais que R$81.000,00 por ano, isso significa que está na hora de mudar. Na maioria dos casos, os Microempresários Individuais, passam para categoria ME.

Conheça mais sobre a categoria

A categoria conhecida como Microempresário – ME é indicada para quem não se enquadra como MEI na Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNAE). Essa categoria tem as seguintes categorias:

  • Faturamento anual bruto de no máximo R$ 360.000,00 (360mil);
  • É possível contratar até 09 funcionários para comércio ou prestação de serviço;
  • Para o segmento industrial esse número pode ser de até 19 funcionários;
  • O ME pode optar pelos regimes tributários: Simples Nacional, Lucro Presumido e Lucro Real;
  • Suas categorias jurídicas podem ser: Empresário Individual, EIRELI, Sociedade Simples ou Sociedade Empresária;
  • Emissão de notas de vendas, para pessoa física ou jurídica.

Minha empresa cresceu, e agora?

A transição do MEI para o ME pode levar um tempo e envolve alguns tramites burocráticos. Mas, de qualquer maneira, é necessário realizar a baixa do MEI, encerrando esse CNPJ e abrir um novo como ME.

Se seu negócio cresceu e você precisa mudar, faça a escolha certa, entre em contato com a PINOTTI Contabilidade e saiba como podemos te ajudar a mudar de MEI para ME no melhor prazo possível.

Continue crescendo e conte conosco.

Ser MEI ou não ser, eis a questão

Ser MEI ou não ser, eis a questão

Ser Microempreendedor tem suas vantagens

Se tornar um MEI ou Microempreendedor Individual tem suas vantagens, mas também vem com requerimentos e deveres, então vem em mente a pergunta: devo me tornar um MEI?

O MEI é um programa para microempreendedores que trabalham de forma autônoma, faturam no máximo R$ 81.000 ao ano e têm no máximo 1 empregado recebendo salário-mínimo ou salário piso.

Veja as vantagens e as obrigações de ser MEI

Oferece vantagens que normalmente não seriam possíveis trabalhando independentemente como: auxílio maternidade, licença remunerada em caso de doenças ou outras condições médicas e cobertura da previdência social.

Sendo um MEI você também recebe um número de CNPJ para fazer empréstimos e abrir contas para seu negócio que possibilita menores juros e diminui a burocracia. Além disso, o seu negócio se torna capaz de emitir notas fiscais, dando ao seu negócio um ar mais profissional e abrindo as portas para aqueles que não fazem uma compra se não tiver nota.

Para se manter no programa é preciso fazer uma declaração anual de todo seu lucro bruto no ano anterior e apresentá-la pelo simples nacional até o final de maio.

É preciso pagar o simples nacional com valor que varia entre R$ 56 e R$ 61 por mês dependendo do tipo de comércio, mas você fica isento de outros tributos federais como o imposto de renda.

            O MEI é talvez mais situacional do que você imaginava, os benefícios são excelentes, mas a porcentagem de empreendedores que se aplicam ao programa é pequena, o limite de apenas 1 funcionário é especialmente limitante, e por isso talvez o nome microempreendedor não seja apropriado pois até minis empreendedores costumam ter mais que um funcionário.

            Em resumo, o programa de microempreendedores individuais tem ótimas vantagens com apenas algumas responsabilidades em troca, mas é preciso saber se você se encaixa nas especificações e se não se encaixar não limite o crescimento de sua empresa só para entrar no programa.